Como as técnicas de gerenciamento de projetos podem dar maior efetividade na execução de obras civis


É comum se deparar com diretores e executivos de empresas, buscando formas de perpetuarem seus negócios e gerar melhores resultados, utilizando menos recursos da organização. Neste sentido, as organizações têm melhorado suas estratégias e adotado modelos de gestão focados na otimização de recursos e geração de resultados a partir das necessidades do mercado. Ao encontro destas necessidades corporativas, vem o gerenciamento de projetos, com técnicas modernas de gestão, focando naquilo que, de fato, importa para as empresas, os resultados, que podem ser atingidos por meio de projetos, sejam eles internos ou comerciais.


O cenário exposto acima, também pode ser percebido no mercado da construção civil, que para implantar novos empreendimentos imobiliários (residenciais e comerciais), é necessário analisar não apenas a viabilidade econômico financeira, mas também a de execução, este é um dos benefícios da utilização das técnicas de gerenciamento de projetos.

O planejamento e execução de obras têm sido objeto de discussão nas empresas. Discute-se como conferir maior economicidade, aliado à qualidade e cumprimento de prazos e orçamento. Neste sentido, adotar modelos de gestão que estejam aderentes a estes desafios, tem sido o grande foco das organizações. Por isso, no decorrer deste artigo, listarei algumas dicas, que podem facilitar esta tarefa.


Primeiramente, precisaremos entender o que são projetos, o que é gerenciamento de projetos e qual a responsabilidade do profissional que está em ascensão no mercado, o Gerente de Projetos.

De acordo com o Project Management Body Of Knowledge – PMBOK, um guia de boas práticas editado e disseminado pelo Project Management Institute – PMI, projetos são empreendimentos temporários, que objetivam gerar um produto ou serviço específicos. Ou seja, projeto tem início, meio e fim, assim como as obras civis.


Sendo assim, gerenciamento de projetos é a correta aplicação de habilidades e técnicas para garantir a entrega do resultado, para o qual o projeto foi planejado, esta é a responsabilidade central do Gerente do Projeto. E falando de planejamento e execução de projetos, abaixo descrevo algumas dicas que podem ser de grande valia para que seu projeto tenha sucesso.

1. Tenha um planejamento integrado: Em uma obra civil, não há espaço para planejamentos isolados. Por isso, utilizar métodos de planejamento em que toda a equipe responsável pelo projeto participe, é fundamental. Isto decorre em um melhor engajamento e comprometimento com o projeto, além disso, planejar de forma colaborativa, gera ganhos de efetividade, pois, se pode antecipar situações que podem influenciar os resultados do projeto.


Para realizar um planejamento colaborativo, existe uma série de ferramentas e metodologias que você pode escolher de acordo com sua necessidade e conveniência. Eu sugiro o Projet Model Canvas, método idealizado e divulgado pelo Prof. José Finnochio Junior. Sempre utilizo em meus projetos para uma aproximação inicial com o projeto.


2. Analise os riscos do projeto: Todo projeto está exposto a riscos, sejam eles técnicos ou gerenciais, em obras civis, isto não é diferente. Via de regra os riscos do projeto estão associados às premissas assumidas no planejamento e também às suas entregas. Analisar os riscos, significa verificar qual o impacto que estes causarão no projeto, caso ocorram. Após a realização desta análise que deve-se verificar a probabilidade x impacto, é imperativo que a equipe de planejamento, defina planos de resposta aos riscos, caso eles venham a ocorrer.


3. Atente para a comunicação integrada: Manter um ambiente saudável em termos de comunicação, não é fácil, e tem se configurado como um dos maiores desafios do gerente de projetos, que deve atuar com integrador e facilitador para o atingimento dos resultados. Recentemente o PMI divulgou a pesquisa Pulse Of Profession, que traz alguns dados interessantes sobre o gerenciamento de projetos em várias organizações.


No gráfico abaixo, pode-se verificar os principais motivos pelos quais os projetos falham.


Veja que a comunicação má ou inadequada é responsável pelo insucesso de 30% dos projetos nas empresas pesquisadas. Mas como manter a comunicação estável e adequada no âmbito do projeto? Sempre faça um plano de comunicação, por menor que seja o projeto. Sempre antecipe atualizações, para que todas as partes interessadas nos resultados, estejam a par dos que está acontecendo com o projeto, assim, você terá maior engajamento de quem patrocina o projeto, e ao surgir situações não previstas e/ou problemas na execução, a tendência é que a resolução seja mais tranquila.

4. Monitore a execução do projeto: Depois de planejar o projeto, o mesmo entrará em execução, após a aprovação do planejamento. Sendo assim, o gerente de projetos deverá atuar de forma que, o que foi planejado seja executado. Obviamente, podem surgir mudanças no meio do caminho, por isso, é importante que o responsável pelo projeto, esteja atento a isto para que o empreendimento atinja seu alvo.

Para monitorar o projeto, o gestor deve seguir um calendário gerencial. Este calendário que foi definido no plano do projeto deve conter algumas rotinas, por exemplo, reuniões periódicas com a equipe de execução, elaboração de relatórios de status, rotinas de comunicação, bem como definição de ações preventivas e corretivas, para garantir a correta execução do projeto.

Espero ter ajudado a você compreender um pouco mais, sobre como o mercado da construção civil, pode se beneficiar das técnicas de gerenciamento de projetos.

OSMAR SANTINI

OSMAR SANTINI

Formado em Administração de Empresas pela Faculdade União das Américas - UNIAMÉRICA e MBA em Gerenciamento de Projetos pelo Centro Universitário Cataratas. Fui assessor de planejamento e gestão no Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás-ER), onde era responsável pela gestão da carteira de projetos da empresa. Atuei como analista de projetos do PMO da Fundação Parque Tecnológico Itaipu. Possuo certificação SFC (Scrum Fundamentals Certified), que atesta conhecimento sobre fundamentos no framwork de gestão de projetos SCRUM. Também fui membro e voluntário do Project Management Institute – PMI, Capítulo Paraná. Professor do MBA de gerenciamento de projetos do SENAI de Cascavel-PR.


#CONSTRUÇÃOCIVIL #PROJETOS #GERENCIAMENTO #GESTÃODEOBRAS

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.